Leitura- ”POR UM MUNDO SEM ÓDIO, POR FAVOR ” :

Esse texto é da Isabela Freitas que além desse texto que eu me identifiquei muito, ela tem vários outros no seu blog.

Eu tenho um carma com esse tipo de pessoa, infelizmente. Sempre que entrava em uma nova escola, ou em uma nova sala, todas as meninas me olhavam com cara de “Argh, lá vem a nojenta”, e cara, na boa? Eu não sou nem um pouco nojenta! Tá certo que eu sou um pouco na minha e não fico exibindo sorrisinhos por onde quer que eu passe, mas converso com toda e qualquer pessoa que vier falar comigo. Adoro fazer novas amizades e não consigo tratar mal nem quem me trata. O que é uma pena, porque essas pessoas que me criticavam nunca tiveram a chance de saber disso. Nunca souberam o quanto faço para fazer meus amigos felizes, não souberam sobre meu jeito de rir a todo e qualquer momento, não souberam o quanto eu evito falar mal de quem não conheço, até mesmo deles.

O problema de tudo isso está no pré julgamento que vocês muitas vezes fazem da pessoa. Ao verem uma menina loira, com pinta de patricinha, as pessoas já julgam ser uma ridícula, burra e antipática. Vocês se dão conta de como isso é patético? Julgar alguém pela cor do cabelo? Pela maquiagem que usa? Pelo jeito que você acha que ela possui? Me desculpem a sinceridade, falar mal de alguém que você não conhece me parece falta de maturidade.

Antes de abrir sua boca pra falar mal de alguém, por que não elogiar alguém que você não conhece? Pode ser aquela menina de óculos que você vê na fila do pão todo dia, ou até mesmo aquele seu vizinho que insiste em tocar violão na varanda. Elogie o cabelo daquela garota que malha todo dia ao seu lado mas você nunca prestou muita atenção, perceba a beleza que existe por trás de cada pessoa. Somos todos diferentes, das mais diversas formas e estilos. Com cabelos coloridos, roupas esquisitas e feridas profundas. Cada um ao seu jeitinho, então vem cá, por que não procurar o melhor de cada um? Por que insistir em achar defeitos? Por que desejar o mal para o outro?

Vamos exaltar a beleza que cada um de nós possui e erradicar o ódio! Antes de odiar aquela menina que você viu pela primeira vez, por que não tentar gostar dela? Por que não puxar um assunto? Não vai te fazer mal, eu garanto. Vamos esquecer feridas passadas, tirar as palavras negativas da boca, desejar o bem para quem te deseja o mal. Vocês devem estar se perguntando como eu superei tanto preconceito ao longo da vida e tantas pessoas falando mal de mim por onde quer que eu passasse… Eu dei meu melhor sorriso e desejei que elas estivessem erradas. Eu sabia que elas estavam erradas, mas gostava de ver quando elas se convenciam disso. E elas eventualmente um dia se davam conta também, só não era corajosas o suficiente para admitir.

“Você é muito diferente do que eu pensava!” Com certeza essa frase foi a que eu mais ouvi durante toda minha vida. Acho que as pessoas me olham e tem uma imagem bem diferente do que eu sou, e isso se deve a que? Instinto? É claro que não. As pessoas gostam de julgar pela aparência, gostam de apontar para aquela menina que não é tão bem vestida e rir, gostam de falar mal do cabelo enroladinho da outra… E daí se ela gosta de cachos? E daí que aquela garota não tem roupas de marca? O que vocês tem a ver com isso? O que a aparência muda no caráter de uma pessoa? Absolutamente nada. Antes de apontar um dedo e julgar o outro, olhe para você e perceba que você não é perfeita.

Esqueça todos os estereótipos que você tanto vê nas revistas, esqueça todo o ódio que você guarda dentro do seu coração. Esqueça também as pessoas que te odeiam, isso é problema delas. Veja as pessoas com outros olhos, não aqueles olhos críticos que procuram defeitos em tudo que vê, não. Veja as pessoas com olhos positivos, olhos que admiram. Aprenda a admirar o diferente. E daí se aquela garota gosta de andar de skate e você de ir a shoppings centers? E daí se o cabelo dela é rosa e o seu é preto? E daí se ela gosta de ficar em casa aos sábados e você de ir para festas? E daí que ela é punk e você é patricinha? Vocês ainda podem ser amigas, boas amigas.

Por um mundo sem ódio, com mais amor e mais sorrisos. Por favor. Se você não tem nada de bom a dizer sobre alguém, não diga nada. 

Não julgue pessoas que você sequer conhece, elas podem ser incríveis e você pode perder uma boa chance de tê-las em sua vida.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s